OHSEHUNBRAZIL.com / Dedicated to Oh Sehun

DAZED KOREA: O inverno chegou muito rápido dessa vez, não foi?

SEHUN: Nos últimos tempos tenho filmado para o meu primeiro filme, Pirates: The Gobling Flag. Tem bastantes cenas ao ar livre e senti como se o frio estivesse mais intenso. Eu filmei até às 4 da manhã ontem e um staff disse “O inverno está aqui”.

 

DAZED KOREA: As promoções do álbum acabaram, pensei que encontraria um Sehun sem energia, mas você parece calmo.

SEHUN: É por causa do inverno? Eu quero passar um tempo quieto. É claro que tenho um lado mais ativo e gosto de brincar na neve e fazer snowboard. Pensei que o conceito de hoje seria muito divertido. Olhando pessoalmente a Coleção Dior Men Ski, o snowboard é muito bonito e me faz querer tê-lo pra mim.

 

DAZED KOREA: Você é o Embaixador da Dior Men. Você é uma das faces que representam a Dior internacionalmente. Como você enxerga a diferença entre o seu estilo e da Dior?

SEHUN: Eu sempre gostei da Dior. Assim que recebi a oferta, disse imediatamente que gostaria de ser um embaixador. Eu sei exatamente o tipo de marca que é a Dior, mas não quero dizer que eu e a Dior estamos 100% em sincronia. Se falasse, eu poderia ficar desapontado comigo mesmo. Como embaixador, quero mostrar o estilo da Dior com o meu próprio e desafiar a mim mesmo e mostrar a Dior de uma nova maneira com meus próprios charmes. Penso que é dessa maneira que um artista se torna embaixador.

 

DAZED KOREA: Os pontos em comum entre a Dior e Sehun é que ambos são criativos e como cavalheiros. Que tipo de estilo você busca?

SEHUN: Existe algo que tenho certeza. Não gosto quando tudo é igual da cabeça aos pés. Não gosto de ser óbvio. Por exemplo, vestir calça social com um casaco, gravata e arrumar o cabelo para trás como um cavalheiro é um estilo que todos conhecem. O estilo que busco é um que deva ter um ponto de desequilíbrio em algum lugar. Como mencionei antes, vestir uma calça de moletom com um boné trás um ar mais casual.

 

DAZED KOREA: Em que tipo de pessoa você pensa quando escuta a frase “ele(a) é muito legal/descolado”

SEHUN: Uma pessoa que fez uma mesma coisa por muito tempo. Em 2019, eu visitei um pequeno vilarejo no sudeste da Ásia. Um senhor de idade estava cavando uma vala para proteger o vilarejo de uma inundação. Era uma vala gigante e, surpreendentemente, ele fez aquilo sozinho por 25 anos. Eu escutei que, graças a ele, o lugar nunca sofreu com inundação. Foi muito incrível. Há coisas impossíveis de se fazer, não importa o quanto você tente. Há como proteger um vilarejo cavando uma vala por 25 anos seguidos? Deve existir muitas variantes, mas eu penso que foi o resultado do ritmo desse senhor. Quando eu o vi, eu pensei “Se você acreditar em si mesmo e seguir em frente, você conseguirá chegar lá um dia”.

 

DAZED KOREA: Qual o ritmo do Sehun que ele deseja manter não importa o que aconteça?

SEHUN: Há algo que tenho certeza. É o pensamento de que “eu nasci para retribuir aos outros” que me faz seguir em frente. Esse pensamento me trouxe onde estou agora. Eu sou grato por sentir que as pessoas ao meu redor acreditam em mim e me seguem. Com isso, eu quero trabalhar ainda mais e retribuí-los com o que desejam.

 

DAZED KOREA: O que motiva Sehun ultimamente? Como uma inspiração?

SEHUN: Eu me inspiro através das pessoas com as quais converso. Me sinto motivado quando vejo pessoas na mesma indústria e que são melhores que eu. Tenho milhares de resoluções (a cumprir) na mente. Como disse anteriormente, eu quero ser alguém que trabalha em algo por muito tempo.

 

DAZED KOREA: Sehun é uma marca global e um dos nomes mais famosos da Ásia, tendo mais 21 milhões de seguidores somente no Instagram. O que te preocupa ultimamente?

SEHUN: Eu não consigo pensar em algo no momento. Mas por quase nada ocorrer de acordo com os planos, eu deveria deixar as coisas acontecerem naturalmente e observar o que vem em seguida? Esse pensamento é diferente de ser descontraído. Como artista, eu não tenho certeza sobre o quanto percorri até o momento, mas eu sinto que tenho que continuar trabalhando duro para continuar onde estou ou me tornar melhor. O público pode me julgar como cantor e se sentir motivado também. Por isso penso que devo continuar melhorando constantemente e me comportando de maneira sábia.

 

DAZED KOREA: O que você pensa ser “boa música”?

SEHUN: O trabalho de um cantor é sempre se apresentar ao público. Eu acredito que é ser empático, reconhecer e ser aberto a feedbacks. Esses pontos não fariam cantores criarem músicas melhores? A sinergia criada pela reação de uma outra pessoa é ótimo para criar boa música.

 

DAZED KOREA: Esse é o momento para Sehun mostrar o que as pessoas estão aguardando? Ou é o momento de apresentar o que você deseja fazer como artista?

SEHUN: É o momento para contemplar sobre qual direção eu devo seguir como artista. É difícil, no entanto, penso no presente como o momento de mostrar para as pessoas o que elas gostam e esperam de mim. Porque o “agora” não vai voltar mais. Eu posso fazer o que gosto a qualquer momento sempre que desejar e minhas preferências podem mudar também.

 

DAZED KOREA: Eu pensei que seria o oposto porque você pode escrever e produzir suas próprias músicas como artista.

SEHUN: Como artista, eu fico pensando em que etapa eu me encontro. Eu vejo esse momento como decisivo. Eu realmente penso que o presente é precioso.

 

DAZED KOREA: Essa é uma preocupação similar a meses atrás? Em uma entrevista recente, você comentou “Quanto eu já percorri para chegar onde estou? Quão longe eu devo ir? É muito vago colocar um limite. É por isso que sempre dou o meu melhor em aproveitar o que faço ao invés de pensar sobre isso.” Você descobriu a resposta para essas perguntas?

SEHUN: Eu tenho o desejo de encontrar a resposta para essas perguntas, mas mais do que me preocupar sobre a minha posição como artista, assim como a pergunta anterior dizia, se eu sou um dos artistas mais famosos da Coreia, eu me preocupo se sou adequado para essa posição e se eu estou indo bem ou não. Eu quero ter um ano de 2021 melhor comparado a 2020.

 

DAZED KOREA: 2020 foi um ano de grandes mudanças no mundo. O leque de atividades que se pode realizar sozinho cresceu e as plataformas digitais bombaram ainda mais. Como você se sente como músico?

SEHUN: Alguns meses atrás eu participei de um “show on-tact” e foi incrível. Há diversas telas por todo o palco e o rosto dos fãs aparecerem nelas. Eu vi placas e escutei o grito deles. Devemos nos manter seguros até o dia em que possamos nos encontrar novamente. COVID-19 é algo sério que paralizou toda a sociedade. E eu fiquei admirado ao ver as pessoas encontrando as melhores soluções para diferentes situações. Em especial, meu orgulho em ser coreano cresceu ainda mais.

 

DAZED KOREA: Não faz muito tempo, eu vi seu plano de fundo no celular quando você estava mexendo nele. Tinha uma bandeira da Coreia do Sul no plano de fundo.

SEHUN: Uma vez quando fiz cerâmica, fiquei pensando no que desenhar e acabei desenhando a bandeira. Eu tirei uma foto e coloquei como plano de fundo. Eu gosto do meu país.

 

DAZED KOREA: O que você pensa quando reflete sobre 2020? Você trabalhou e fez muitas coisas.

SEHUN: Pessoalmente, foi um ano que exigiu bastante desafios e determinação. Eu tive bastantes conquistas. Lancei um álbum que ajudei a produzir e também me desafiei na atuação. Mais do que isso, tirei um tempo para refletir sobre eu mesmo e penso que isso é muito valioso.

 

DAZED KOREA: Essa é a última pergunta e é uma pergunta que só pode ser feita na primeira edição do ano. Algo que você definiu como meta para alcançar em 2021. Mas acredito que é mais apropriado perguntar para Sehun se ele tem mais de uma meta que deseja alcançar.

SEHUN: O que eu quero alcançar em 2021… É uma pergunta fácil, mas por que parece tão difícil de responder? Eu estou pensando sobre isso. Eu gostaria de finalizar as gravações de Pirates: The Goblin Flag em segurança e me encontrar com os fãs. E o que mais eu desejo… Eu não tenho certeza. Não significa que eu já atingi tudo (que pensei em alcançar) ou que não há mais nada que eu desejo. É mais porque esse é um momento para eu pensar no que eu realmente quero. Você disse que essa era a última pergunta, certo? Não tem mais nenhuma?

 

DAZED KOREA: Todas as perguntas que preparei já foram perguntadas. Uma que me vem na cabeça é: Existe algo que você tem medo?

SEHUN: Tem bastante coisa. Eu tenho medo de quase tudo que as outras pessoas sentem medo. (risos) Hmm… O que mais me assusta é “E se eu ficar doente no momento mais feliz da minha vida?”. É muito triste que eu não possa aproveitar ao máximo os momentos mais felizes da minha vida.

 


Tradução em Inglês: SEHUNBUBS, hunniesday, milkteus, xunhuas

Tradução em Português: Oh Sehun Brazil

Não retire sem os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *